Das roupas que perdi


Qualquer guru de auto ajuda me daria uma bronca por este texto. Consigo ver a figura de roupas claras, barba comprida e expressão serena me dizendo palavras sobre desapego, deixar ir, mandar para o universo. Mas a verdade é que sinto uma falta danada das roupas que perdi.
Continuar lendo

Anúncios

Do que eu não tenho saudade nos anos 80


Volte no tempo. Mais precisamente, uns três namoros. Porque você terminou aquele relacionamento? Talvez a resposta venha meio vaga. “A gente não combinava muito”, “Não estava mais dando certo”. É provável que você até pense: “Pô, ela era tão bonita…” ou “Ele me tratava tão bem!”. Continuar lendo

Barbeiro


O saudosismo e a nostalgia são armas que encontramos pra nos defender do que é novo e nos assusta. Nos agarramos com força a eles, em busca de uma zona de conforto na qual tudo é familiar. É reconfortante entrar numa delas. Aconteceu comigo outro dia: fui ao barbeiro.

Continuar lendo