O dilema da barata


-Então você tá me dizendo que a sua felicidade depende da morte deste inseto?
Valter soltou a frase não só pra confirmar o que já esperava, mas também pra ver se assim, dita em voz alta, a informação fazia mais sentido pra ele. Não fazia, mas Cristina foi taxativa:
-É um jeito um pouco simplista de ver a situação, mas nem por isso incorreto. Eu quero essa barata morta. Agora.
Continuar lendo

Anúncios

Das roupas que perdi


Qualquer guru de auto ajuda me daria uma bronca por este texto. Consigo ver a figura de roupas claras, barba comprida e expressão serena me dizendo palavras sobre desapego, deixar ir, mandar para o universo. Mas a verdade é que sinto uma falta danada das roupas que perdi.
Continuar lendo